Virgínia Buckowski

Mora em São Paulo

SÃO PAULO, BRASIL

SOBRE

Atriz

95

Pesquisas

Visualizações

Notícias

  • NOME ARTÍSTICO

    Virgínia Buckowski

Estreou no teatro profissional em 94 com a peça “Perdoa-me, por me Traíres”, de Nelson Rodrigues, sucesso de público e crítica por cinco anos, com o grupo Círculo dos Comediantes dirigido por Marco Antônio Braz. Atuou ainda em “O Beijo no Asfalto” e “Bonitinha mas Ordinária”, ambas de Nelson Rodrigues e na “Cruzada das Crianças” de Marcel Schow, dentro da companhia. Paralelamente formou-se na Escola de Atores -INDAC. Em 2003 ao lado de Kiko Marques e Alejandra Sampaio, fundou e atualmente é integrante da Velha Companhia.

Seus principais e mais recentes trabalhos dentro e fora da companhia são: "Sínthia", ”Cais ou Da Indiferença das Embarcações”, ambas de autoria e direção de Kiko Marques e “Um Bonde Chamado Desejo”, de Tenesseee Willians com direção de Rafael Gomes, (todas vencedoras de diversos prêmios, Shell, Apca, etc).Atuou também em: “Sem Pensar” de Anya Reiss com direção de Luís Vilaça, "A Alma Boa de Setsuan" de Bertold Brecht com direção de Marco Antônio Braz, "Tchekov e a Humanidade" direção de Antônio Abujamra, "Flechas do Anjo do Esquecimento" com autoria e direção de José Sanchis Sinisterra, “Romeu e Julieta", com direção de Willian Pereira, "Crepúsculo" com autoria e direção de Kiko Marques, "Edmond" de David Mamet com direção de Ariela Goldmann.



Atuou em episódios do projeto “Direções” da TV Cultura, sob direção de Maucir Campanholi e fez várias participações no programa "Retrato Falado" de Denise Fraga na Tv Globo. No cinema fez o longa-metragem "De Onde eu te Vejo" com direção de Luís Vilaça e "Sonhos Tropicais" de André Sturm, além dos curtas "Ardil" de João Carlos Lemos, "Três Minutos de Imponderabilidade" de Élcio Verçosa e "O Papel da Dobras" de Bruno Jorge.

Prêmios:
Por sua atuação em Ay, Carmela!, de José Sanchis Sinisterra recebeu o Prêmio Qualidade Brasil de melhor atriz em 2007. E por sua atuação em “ O Travesseiro” com autoria e direção de Kiko Marques, foi indicada ao Prêmio Femsa 2009.

Trabalhos

- 2002 - "Romeu e Julieta" - Dir. Willian Pereira

- 2002 - "Sonhos Tropicais"

- 2002/2000 - "Bonitinha, Mas Ordinária" - Dir. Marco Antônio Braz

- 2003 - "Brinquedos Quebrados" - Dir. José Junior e Kiko Marques

- 2003 - "Caos Leminski" - Dir. Chico Pennafiel

- 2004 - "Revolução Urbana" - Dir. Fabio Ock, Fezú Duarte e Marcos Okura

- 2004/2002 - "O Beijo no Asfalto" - Dir. Marco Antônio Braz

- 2006 - "Assembléia dos Bichos" - Dir. Johana Alburquerque

- 2006 - "Edmond" - Dir. Ariela Goldman

- 2006 - "O Papel de Dobras"

- 2006/2000 - "Retrato Falado" - Dir. Luís Vilaça

- 2007 - "A Luz da Outra Casa" - Dir. Maucir Campanholi

- 2007 - "Os Marinheiros" - Dir. Miguel Hernandez

- 2007 - "Tchekov e a Humanidade" - Dir. Antônio Abujamra

- 2008 - "Mothern" - Dir. Pedro Amorin

- 2008 - "Réquiem" - Dir. Maucir Campanholi

- 2008/2007 - "Ay, Carmela!" - Dir. Marco Antônio Braz

- 2008/2007 - "Crepúsculo" - Dir. Kiko Marques

- 2009 - "Unidos do Livramento" - Dir. Maucir Campanholi

- 2010 - "Flechas Do Anjo do Esquecimento" - Dir. José Sachis Sinisterra

- 2010/2008 - "A Boa Alma de Setsuan" - Dir. Marco Antônio Braz

- 2010/2009 - "O Travesseiro" - Dir. Kiko Marques

- 2012/2011 - "Sem Pensar" - Dir. Luís Vilaça

- 2014 - "De Onde Eu te Vejo"

- 2016/2012 - "Cais ou Da Indiferença das Embarcações" - Dir. Kiko Marques

- 2016/2015 - "Um Bonde Chamado Desejo" - Dir. Rafael Gomes

- 2017 - "Sínthia"- Dir. Kiko Marques

Contatos ocultos por segurança!

Se você deseja ter acesso:


Gostaria de se cadastrar como produtor de elenco? Solicite aqui.

Gostaria de se cadastrar como pesquisador? Entre aqui.


  • IDADE

    45 anos

  • Funções

    Ator